sexta-feira, 8 de agosto de 2014

SindimotoSP repudia fim das MOTOFAIXAS na cidade de São Paulo e fará GRANDE manifestação na sede da Prefeitura

A prefeitura paulista realmente não se importa com a condição dos motociclistas e motofretistas no município e, sistematicamente tem "virado as costas" para os problemas da categoria.

Se não bastasse o fato acima, agora, até os direitos conquistados pelos trabalhadores do setor em gestões anteriores, como as MOTOFAIXAS,  a Prefeitura está retirando.

A alegação é que elas não estão fazendo efeito, pelo contrário, tem aumentado o número de acidentes na capital.

AUTORIDADES... ACORDEM, POIS ISSO É ÓBVIO!

Como duas motofaixas podem resolver o problema de uma cidade como São Paulo? Ainda por cima com poucos quilômetros? 

A cidade concentra a maior frota de motos do Brasil, só motofretistas são mais de 220 mil rodando todos os dias num trânsito caótico, em ruas esburacadas e mal sinalizadas, asfaltos com desníveis entre outros absurdos devido a uma falta de política pública municipal para motociclistas profissionais ou não.

Lembrando ainda que, morrem mais de 500 motociclistas por ano, há mais de 20 mil internações devidas a acidentes com moto e a prefeitura TIRA o que pode justamente diminuir esses índices? Desde que assumiu, a atual gestão sequer fez alguma campanha educativa sobre o assunto, mas não deixou de arrecadar R$ 828,3 milhões com multas de trânsito no ano passado.

CANCELAR AS MOTOFAIXAS, ALÉM DE UM ULTRAJE A CATEGORIA, É DESRESPEITO E FALTA DE CONSIDERAÇÃO.

É PRECISO MAIS MOTOFAIXAS E POLÍTICAS PÚBLICAS DA ATUAL GESTÃO MUNICIPAL PARA QUE HAJA DIMINUIÇÃO DOS ACIDENTES.

Portanto...

o SindimotoSP não só repudia veementemente esse ato da prefeitura (e o pior: sendo feito na calada da noite) como está preparando uma GRANDE manifestação para os próximos dias com motocicletas saindo de todas as regiões de São Paulodirigindo-se até a sede da prefeitura no centro de São Paulo para reverter essa situação.

Já estamos convocando associados, delegados e diretores sindicais, empresários, sindicatos de motofrete, motofretistas CLT / esporádicos /  autônomos, motociclistas e colaboradores para esse grande ato.

AGUARDEM MAIS INFORMAÇÕES.

Nenhum comentário:

Postar um comentário