quarta-feira, 24 de maio de 2017

Você sabe quantos pontos tem na CNH?

Uma tarefa relativamente simples pode fazer com que dirija com mais cuidado e evite ter a CNH suspensa ou cassada.

Consulta de pontos da CNH 

Extrato dos pontos acumulados por infrações na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) - o motorista deve ter cadastro e fazer login.

Pessoalmente

Motorista da capital:
Motorista de outra cidade do Estado de São Paulo:

Quem solicita

O próprio motorista, pessoalmente ou por meio de um procurador ou parente próximo.

Mas, o SindimotoSP também disponibiliza um canal direto com o Detran através de nosso Departamento de Recursos de Multa que pode ajudar na solução dos problemas referentes à CNH de segunda, terça e sexta das 13 às 17 hs na sede do sindicato - Rua Dr Eurico Rangel, 40 - Brooklin Novo.

terça-feira, 23 de maio de 2017

Alterada data da Portaria dos baús de maio para junho. SindimotoSP pediu explicações porque o documento deixa dúvidas.

Passou de 27 de maio para 5 de junho de 2017 a Portaria 60/2017 (que agora é 78/2017 - clique aqui) do Denatran que altera o anexo da Resolução 292/08 que dispõe sobre as modificações permitidas em veículos, no caso, uso de baús e semelhantes, em motocicletas.

Isso quer dizer que, se a motocicleta não vier com esse item de fábrica, para adaptar, a moto deverá passar por vistoria para que essa mudança possa constar na documentação do veículo. Por esta razão será necessário a inspeção por entidade credenciada pelo Inmetro e emissão de CSV - CERTIFICADO DE SEGURANÇA VEICULAR.
O entendimento do Denatran é que o artigo 98 do CTB prevê que nenhuma pessoa fará alterações em características originais de veículos sem a prévia autorização específica da autoridade de trânsito do local onde o veículo estiver emplacado. 

Entende-se assim que ao colocar baús a característica da moto foi alterada e que ela transporta cargas, independente de ser livros, capas de chuva, etc, seja para uso pessoal ou não. Vale ressaltar que essa Portaria não tem validade para quem já tem a Licença Motofrete (placa vermelha) porque ela já autoriza (e obriga) o uso de baú conforme Lei Federal 12009 ou a Lei Municipal (SP) 14491. 
Já foi enviado questionamentos ao Denatran porque a Portaria não está clara, deixando dúvidas e criando muitas polêmicas. O SindimotoSP já considere a alteração arbitrária e como retrocesso.






segunda-feira, 22 de maio de 2017

Blitz Educativas e comandos para motociclistas estão acontecendo em SP Capital


Tanto conscientização quanto comando estão sendo realizados pela cidade nas principais vias que dão acesso ou estão relacionadas ao tráfego das Marginais Tietê e Pinheiros, como as avenidas Bandeirantes, Rebouças, Faria Lima, Tiradentes, Salim Farah Maluf, Aricanduva e Estrada do M’Boi Mirim, entre outras. 
As blitzes educativas serão diárias durante essa semana com a distribuição de 900 mil panfletos educativos. Os folhetos possuem cinco temas: sinalização durante mudança de faixa, o uso correto do equipamento de segurança, excesso de velocidade, uso do celular e o comportamento do condutor. Folhetos também estão sendo distribuídos para motociclistas em postos de combustível da capital paulista. Já os comandos de fiscalização acontecem de forma aleatória e em pontos diferentes pela PM.

O homem e a mulher na direção...

Veja no artigo do Dr. Dirceu Rodrigues Alves Júnior - Diretor de Comunicação da ABRAMET que não só as diferenças físicas entre o sexo masculino e feminino justificam o desequilíbrio comportamental. O metabolismo, a agilidade, os atos impensados, a pressa, a orientação espacial, a necessidade de impor condições, de se julgar o dono do mundo são alguns fatores que dissocia o comportamento do homem e da mulher. Leia na íntegra aqui.

Motociclistas dos APPs continuam reivindicando direitos


Os motociclistas profissionais que atuam no setor de motofrete por aplicativos continuam reivindicando seus direitos e através do Ministério Público do Trabalho e Ministério do Trabalho e Emprego tentam reverter a precarização das relações trabalhistas que as empresas de aplicativo tem imposto no setor de duas rodas. O SindimotoSP continua intermediando a situação junto aos órgãos públicos e buscando os direitos dos trabalhadores que são: 
Criação de um instrumento jurídico para regularizar preço fixo por serviço, local de parada, km rodado e tempo de espera. Benefícios como café da manha, almoço, no caso do Delivery, a noite janta, cesta básica, aluguel de moto etc. / Fim do leilão de preços entre as empresas de aplicativos. / Participação nos lucros das empresas. / Espaço adequado para espera com água mineral, espaço para descanso, banheiro e local de refeição. / Limite de profissionais no quadro de prestadores de serviço. / Valor repassado ao motociclista profissional conforme tabela. / Desobrigação do uso de baú e jaqueta com identificação das empresas que colocam em risco a segurança do profissional. / Fim da  pressão para entregas mais rápidas. / Identificação do produto a ser entregue, para fim de roubo, perda ou danos e obrigação da empresa em custeá-los.

quinta-feira, 18 de maio de 2017

#FocaNoTrânsito alerta sobre os perigos de dirigir sob efeito de álcool

A Organização Mundial da Saúde (OMS) alerta que 1,25 milhão de pessoas morrem anualmente por causa de acidentes viários e aponta que o consumo de substâncias alcoólicas antes de dirigir é um fator que pode ser associado diretamente ao envolvimento em acidentes de trânsito e à gravidade das lesões, fato confirmado pela médica Julia Greve, fisiatra do Instituto de Ortopedia do Hospital das Clínicas. “Em acidentes em que é constatada embriaguez do motorista, o tipo de lesão é geralmente mais grave. Ele perde a noção dos espaços e, principalmente, do perigo das suas atitudes.” 

Dados do Ministério da Saúde mostram outro dado preocupante: 10% dos homens e 2% das mulheres do Estado de São Paulo admitiram dirigir depois de consumir bebidas alcoólicas. O limite equivale a menos de um copo de cerveja. O motorista flagrado dirigindo após consumir bebidas alcoólicas é multado em R$ 2.934,70 e notificado a responder processo de suspensão do direito de dirigir por um ano. Quem se recusa a fazer o teste do bafômetro recebe as mesmas penalidades. A pena é de seis meses a três anos de prisão.